Eduardo Moreira: para defender Bolsonaro e dizer que ele não é corrupto, é preciso admitir que ele é frouxo

“Se depois de tudo que foi revelado na CPI, com prova da pressão sobre o servidor, troca de mensagens denunciando irregularidades, manobra política de Barros, você ainda é bolsonarista e insiste que Bolsonaro não é corrupto, só sobrou uma opção pra defender: ele é frouxo”, disse no Twitter o economista Eduardo Moreira

www.brasil247.com - Eduardo Moreira e Jair Bolsonaro
Eduardo Moreira e Jair Bolsonaro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Marcos Corrêa/PR)


247 - O economista Eduardo Moreira afirmou, nas redes sociais, neste sábado, 26, que, após tudo o que foi revelado pela sessão da CPI da Covid na sexta, 25, sobre o esquema do governo na compra superfaturada da Covaxin, para defender Jair Bolsonaro e dizer que ele não é corrupto, os bolsonaristas só têm a opção de defender que o chefe do Planalto “é frouxo”.

Conforme comprovam mensagens divulgadas pelo ex-deputado governista Luis Miranda (DEM) e o seu irmão, servidor do Ministério da Saúde, Luis Ricardo, Bolsonaro teve conhecimento sobre as fraudes que ocorriam na Saúde para adquirir a vacina indiana. Na quinta-feira, 24, em live, Bolsonaro confirmou que seu reuniu com os irmãos Miranda em 30 de março.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email