PF deflagra operação contra governador do AM por suspeita de desvio na compra de respiradores

Mandados de prisão temporária contra oito pessoas foram cumpridos na manhã desta terça-feira (30). Agentes também cumpriram mandados de buscas e apreensões em 14 endereços diferentes. Governador Wilson Lima (PSC) é um dos alvos da operação

(Foto: Cristina Índio do Brasil/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), é alvo de buscas e bloqueio de bens na Operação Sangria, deflagrada nesta terça-feira (30) pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF), por supostas fraudes e desvios na compra de respiradores destinados ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. A informação é do portal G1. 

Em nota enviada ao G1, o governo do estado do AM disse que "aguarda o desenrolar e informações mais detalhadas da operação que a Polícia Federal realiza em Manaus para, posteriormente, se pronunciar sobre a ação". 

A Operação Sangria cumpre mandados de prisão temporária contra oito pessoas e buscas e apreensões em 14 endereços. Com bloqueios de bens no valor estimado de R$ 2,976 milhões, de 13 titularidades diferentes de pessoas físicas e jurídicas, incluindo o próprio governador do Estado. As medidas foram determinadas pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247