CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

PF desarticula garimpo ilegal no Amazonas com mais de 70 trabalhadores em situação análoga à escravidão

Ação conjunta da PF, ICMBio, Ministério do Trabalho e MPT revela condições desumanas e de exploração em garimpo lucrativo em Maués, 'um dos mais lucrativos da América Latina

Imagem Thumbnail
Garimpo na Amazônia (Foto: Acervo ICMBio)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 -Uma incursão coordenada por diversos órgãos federais encontrou mais de 70 garimpeiros vivendo em condições degradantes e análogos à escravidão em um garimpo ilegal situado em Maués, no sul do Amazonas. A operação batizada de "Mineração Obscura", desencadeada na última sexta-feira (26) e em andamento até a próxima sexta-feira (3), mobilizou equipes da Polícia Federal, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Ministério do Trabalho e Emprego, e do Ministério Público do Trabalho.

De acordo com as investigações, o garimpo clandestino em Maués é responsável pela produção diária de mais de 6 quilos de ouro, figurando como um dos empreendimentos mais lucrativos de toda a América Latina, conforme apontado pela Polícia Federal e destacado pelo g1. Contudo, por trás dessa aparente riqueza, revelam-se condições desumanas de trabalho. Os garimpeiros operam em condições precárias, sobretudo no chamado “garimpo de poço”, sem dispor de equipamentos de proteção individual.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Relatos obtidos pelos investigadores denunciam um contexto de “serviço por dívida", evidenciando uma exploração desumana dos trabalhadores. No meio da operação, foram apreendidos registros que detalhavam supostas transações financeiras entre os garimpeiros e os responsáveis ​​pelo empreendimento. O caderno de anotações revela uma lista de compras ou obrigações contraídas pelos trabalhadores, que inclui desde cigarros e itens de higiene pessoal até materiais básicos de saúde, como curativos e soro fisiológico, datados do último dia 18.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO