Desgovernado, Brasil registra 1.582 mortes por Covid-19 no dia mais letal da pandemia

No dia em que o Brasil completa um ano da primeira morte confirmada por Covid-19, o país registra o pior dia da pandemia. O total de vítimas até agora é de 251.661, enquanto 10.393.886 pessoas já foram infectadas

Sepultador com trajes de proteção abre covas no cemitério de Vila Formosa em São Paulo em meio à pandemia de Covid-19 08/08/2020
Sepultador com trajes de proteção abre covas no cemitério de Vila Formosa em São Paulo em meio à pandemia de Covid-19 08/08/2020 (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O Brasil registrou nesta quinta-feira, 25, o seu pior dia da pandemia do novo coronavírus. Em 24 horas, o País registrou 1.582 óbitos, batendo o recorde desde o início da pandemia, segundo os dados do consórcio de veículos da imprensa. Até então, o recorde havia sido em julho, quando foram registrados 1.554 óbitos.

O total de vítimas até agora é de 251.661. Os dados ainda revelam que, nesta quinta, o Brasil apresentou sua maior média móvel de mortes em toda a pandemia, com 1.150 óbitos na semana, batendo a média registrada na quarta, 29, (até então a maior), de 1.129 mortes. Com isso, já são 36 dias acima da média de mil mortes.

Ainda mais, foram registrados, segundo o consórcio da imprensa, 67.878 casos da Covid-19, aumentando para 10.393.886 o total de infectados desde o início da pandemia no Brasil.

PUBLICIDADE

Isso ocorre num momento em que diversos estados e municípios sofrem com a falta de vacinas para continuar a imunização contra a Covid-19, e diversos estados, como os do Sul, estão à beira do colapso em suas unidades de saúde.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email