Randolfe convoca presidente da CBF à CPI da Covid

Rogério Caboclo precisa ser ouvido para esclarecer "que medidas foram tomadas para garantir a segurança sanitária dos brasileiros e das delegações estrangeiras durante o evento", argumenta o vice-presidente da CPI

www.brasil247.com - Rogério Caboclo e Randolfe Rodrigues
Rogério Caboclo e Randolfe Rodrigues (Foto: Divulgação)


247 - Vice-presidente da CPI da Covid, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou nesta segunda-feira (31) pedido de convocação do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, para prestar depoimento à comissão.

Como justificativa, o parlamentar cita o anúncio por parte da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) de que o Brasil sediará a Copa América em junho deste ano, mesmo com a iminente terceira onda de Covid-19 no país.

"O evento, que terá início no dia 13 de junho, agora será sediado no Brasil, país que tem mais de 460 mil óbitos por Covid-19, que ocupa o segundo lugar do mundo em número de mortes e que está na iminência de uma terceira onda da doença", escreve o senador.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Caboclo precisa ser ouvido, argumenta Randolfe, para que a CPI possa ter conhecimento sobre "que medidas foram tomadas para garantir a segurança sanitária dos brasileiros e das delegações estrangeiras durante a realização do evento".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email