CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Cultura

Margareth Menezes: 'a cultura e a arte são ferramentas de transformação'

A ministra deu o seu posicionamento após o governo destacar o pacote bilionário destinado ao setor cultural

Margareth Menezes (em pé, de terno azul roxo) (Foto: Luciele Oliveira/MinC)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A ministra da Cultura, Margareth Menezes, afirmou nesta sexta-feira (19) que "a cultura e a arte são ferramentas de transformação da vida e Medellín tem uma história muito forte em relação à transformação do ambiente de violência e acolhimento das novas gerações". A titular da pasta deu o seu posicionamento após o ministério destacar, nesta sexta, que a Lei Paulo Gustavo (LPG) aprovada em julho de 2022 e regulamentada em maio de 2023, disponibilizou R$ 3,8 bilhões de recursos para execução de projetos em todo território nacional - R$ 2 bilhões são voltados para os estados e R$ 1,8 bilhão para os 5.570 municípios brasileiros. 

De acordo com o governo, R$ 782 milhões de investimentos já foram executados. Deste total, 55,3% são projetos de audiovisual e 58,9% são propostas em outras áreas culturais. "As experiências que eles têm aqui, nós queremos replicar no Brasil, porque tudo se faz a partir do cidadão e de quem mora nos lugares. Está mais do que no momento das políticas públicas serem um acolhimento a todos", disse a titular da pasta na cidade de Medellín, no estado de Antioquia, na Colômbia. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Para João Jorge Rodrigues, presidente da Fundação Cultural Palmares (FCP), a apresentação remeteu a história das lutas culturais de Salvador. João passou 47 anos nas ruas lutando por igualdade, 44 anos em blocos afro, quatro anos no Ilê e 40 no Olodum, bloco afro do qual participou da fundação e presidiu até ser nomeado na Palmares.

"Emocionante estar aqui porque passou um filme na minha cabeça, do que nós fizemos em Salvador para a cultura, a dança e a música nos anos 70/80. A Fundação Cultural Palmares lida com a cultura afro como patrimônio e com a preservação dessa cultura. Ver vocês falando com respeito do trabalho do Olodum, por exemplo, nos dá ainda mais ânimo e energia para voltar ao Brasil e dar continuidade a esse trabalho", afirmou ele, emocionado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo Jorge Brandão, Cofundador e Diretor da Corporação Cultural Nuestra Gente, o trabalho do Brasil com os pontos de cultura e do Olodum "seguem sendo uma inspiração para a Colômbia e para toda América Latina."

Fechando a agenda, a comitiva visitou o Distrito Criativo do Perpétuo Socorro (Comfama). A série de compromissos da ministra da Cultura em solo colombiano termina no fim de semana. No sábado (20) será a vez de conhecer o Parque Explora. As agendas visam promover o intercâmbio cultural entre os dois países e o estreitamento das relações bilaterais.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO