Economia

Depois de demitir 10% dos funcionários, Musk quer receber US$ 55 bilhões da Tesla

Valor seria próximo a R$ 293 bilhões, na nova polêmica que envolve o bilionário de extrema-direita

Imagem Thumbnail
A Tesla e Elon Musk, CEO da empresa (Foto: Reuters)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Na sequência do anúncio dos planos de demissão de 10% de sua força de trabalho global, a Tesla enviou uma carta aos acionistas solicitando a ratificação de um pacote de remuneração colossal para Elon Musk, no valor de US$ 55,8 bilhões, aproximadamente R$ 293 bilhões. Esta movimentação intensifica a controvérsia em torno das práticas salariais do CEO da Tesla, segundo aponta reportagem do site Infomoney.

O pedido foi formalizado em uma comunicação à SEC, o órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos, e será submetido à votação na próxima reunião anual da empresa, agendada para 13 de junho. Junto com essa proposta, está em pauta a mudança da sede corporativa da Tesla de Delaware para o Texas, uma medida relacionada à polêmica em torno dos pagamentos a Musk.

O pacote de remuneração extraordinária para Musk foi inicialmente proposto em 2018, consistindo em uma concessão de opções de ações ao longo de 10 anos, condicionada ao cumprimento de metas operacionais e financeiras pela empresa. No entanto, um acionista contestou legalmente o pedido, levando a uma decisão judicial que derrubou o pacote em janeiro deste ano. A juíza responsável argumentou que Musk havia exercido controle sobre o processo de aprovação, enquanto o conselho teria enganado os investidores, classificando o processo de compensação de Musk como "profundamente falho".

Em resposta, Musk transferiu a sede de incorporação de sua empresa de foguetes SpaceX do Delaware para o Texas em fevereiro, um movimento que ele planeja replicar na Tesla. A presidente do conselho da Tesla, Robyn Denholm, assinou a carta enviada aos acionistas, solicitando apoio para a mudança de sede, argumentando que o Texas já é o centro dos negócios da empresa, destacando a Gigafactory Texas como uma das maiores fábricas dos Estados Unidos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Denholm também defendeu o pacote salarial de 2018, afirmando que foi estabelecida a exigência de que Musk proporcionasse um crescimento transformador e sem precedentes para receber qualquer remuneração, reconhecendo o risco associado a essa decisão. Ela destacou que esse pacote incentivou uma incrível inovação e progresso na Tesla, resultando em ganhos econômicos significativos.

Enquanto o conselho da Tesla continua a apoiar vigorosamente o pacote de remuneração, a proposta enfrenta escrutínio renovado devido à recente onda de demissões e à controvérsia anterior em torno de sua legalidade. A reunião anual de acionistas em junho promete ser um momento crucial para a empresa e para Elon Musk, onde o destino dessas propostas será determinado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO