CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

Tragédia no Rio Grande do Sul deve rebaixar PIB brasileiro, dizem economistas

Setor industrial sofreu os piores impactos das enchentes no estado

Imagem Thumbnail
Enchente no Rio Grande do Sul (Foto: Ricardo Stuckert)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Os economistas Claudio Considera e Juliana Trece, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), preveem um impacto significativo das enchentes no Rio Grande do Sul no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. 

Eles disseram ao jornal Valor Econômico que, do grupo de cidades atingidas pela tragédia, um quarto representa 50% do PIB do estado.  “Creio que as pessoas ainda não entenderam toda a dimensão do que está acontecendo agora na economia do Rio Grande do Sul”, disse Trece. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Não tem como desconsiderar o que acontece na economia do Rio Grande do Sul, como efeito, na economia do Brasil”, disse.

Nesse sentido, Considera destaca as perdas significativas enfrentadas pelo setor industrial. "Muitas fábricas não foram destruídas pelas chuvas. Mas estão paradas porque não têm como receber insumos nem escoar a produção", disse. 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO