CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Entrevistas

Até onde vai a extrema direita?

Entrevista do historiador e pesquisador do observatório da extrema-direita na Universidade Livre de Berlim, Vinicius Bivar, ao programa Mario Vitor e Regina Zappa

Manifestantes de direita | Vinicius Bivar (Foto: Reprodução | Divulgação)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O programa Mario Vitor e Regina Zappa recebeu o historiador e pesquisador do observatório da extrema-direita na Universidade Livre de Berlim, Vinicius Bivar, para discutir o avanço da extrema-direita e suas implicações.

Questionado sobre a maneira como a extrema direita se posiciona atualmente em relação às regras e leis, Bivar destacou: "Diferente dos fascismos históricos e o próprio nazismo histórico que muitas vezes buscava uma ruptura com a democracia por meios violentos, a direita contemporânea se utiliza de um modus operandi diferente. Ela busca erodir a credibilidade, paulatinamente limitar a soberania das instituições e descredibilizá-la diante da sociedade."

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Sobre o papel da Academia no combate ao avanço da extrema-direita, o pesquisador enfatizou: "Para combater o fascismo, entre outras coisas, evitar projetos de radicalização na área da educação, na construção de um diálogo com a sociedade de uma maneira mais ampla e é importante que dentro do campo progressista se resgate esse apelo às emoções e a capacidade de mobilizar as pessoas através do senso de pertencimento".

Assista: 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO