Jogadores de futebol americano pedem justiça para George Floyd e cobram posicionamento da NFL

Ao todo, 18 jogadores participaram do vídeo, cobrando um posicionamento oficial da liga. Quantas vezes precisamos pedir para você ouvir seus jogadores?", pergunta Tyrann Mathieu. "O que será preciso", diz DeAndre Hopkins, que é completado por Jarvis Landry: "Para um de nós ser assassinado por brutalidade policial?"

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jogadores da liga de futebol americano dos Estados Unidos, NFL, se reuniram em um vídeo para protestar contra a morte de George Floyd, homem negro de 46 anos que foi sufocado por um policial. Ao todo, 18 jogadores participaram do vídeo, cobrando um posicionamento oficial da liga. Quantas vezes precisamos pedir para você ouvir seus jogadores?", pergunta Tyrann Mathieu. "O que será preciso", diz DeAndre Hopkins, que é completado por Jarvis Landry: "Para um de nós ser assassinado por brutalidade policial?"

Eles questionam: “E se eu fosse George Floyd?” E continuaram: "Sou George Floyd. Sou Breonna Taylor. Sou Ahmaud Arbery. Sou Eric Garner. Sou Laquan McDonald. Sou Tamir Rice. Sou Trayvon Martin. Sou Trayvon Martin. Sou Walter Scott. Sou Michael Brown Jr. Sou Samuel DuBose. Sou Frank Smart. Sou Phillip White. Sou Jordan Baker". Os nomes são todos de pessoas negras que foram assassinadas pela polícia nos EUA.

A NFL na quinta-feira, 4, procurou se justificar nas redes sociais e fez uma declaração contra o racismo, afirmando que doou milhões para organizações pela causa do povo negro.

 São diversos atletas que já se posicionaram pedindo justiça para Floyd. Além destes já citados, LeBron James, Colin Kaepernick e Michael Jordan também denunciaram o assassinato do homem negro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email