Previsível: PMDB rompe com Paulo Garcia

Executiva estadual do PMDB também formalizou nesta segunda-feira o rompimento oficial da aliança com o PT e o prefeito Paulo Garcia; deputado estadual Bruno Peixoto, presidente metropolitano do PMDB, disse que a partir de agora o partido é oposição ao Paço Municipal e não faz parte mais do governo do petista; aliança está abalada desde meados do ano passado e era questão de tempo o fim oficial; PMDB tem o nome de Iris Rezende para a eleição da Capital e não quer carregar o desgaste da gestão mal avaliada de Paulo Garcia

Transferencia de cargo, prefeito de Goiânia
Foto: Demian Duarte
Data: 01/04/2010
Na foto Paulo Garcia e Iris Rezende.
Transferencia de cargo, prefeito de Goiânia Foto: Demian Duarte Data: 01/04/2010 Na foto Paulo Garcia e Iris Rezende. (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - A Executiva estadual do PMDB também formalizou nesta segunda-feira o rompimento oficial da aliança com o PT e o prefeito Paulo Garcia. O deputado estadual Bruno Peixoto, presidente metropolitano do PMDB, disse que a partir de agora o partido é oposição ao Paço Municipal e não faz parte mais do governo do petista.

A aliança está abalada desde meados do ano passado e era questão de tempo o fim oficial. O PMDB tem o nome de Iris Rezende para a eleição da Capital e não quer carregar o desgaste da gestão mal avaliada de Paulo Garcia.

Na semana passada, ao prestar contas na Câmara Municipal, Paulo disse que se sentia traído por Iris e revelou que o ex-prefeito deixou dívida de R$ 200 milhões na saúde.

Iris Rezende rebateu e disse que errou ao deixar a prefeitura de Goiânia nas mãos de Paulo Garcia em 2010 e ao apoiá-lo na eleição de 2012.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247