Tensão: servidores cobram data-base de Iris

Servidores públicos municipais vem ocupando as galerias da Câmara Municipal de Goiânia para reivindicar apoio dos vereadores para que a Prefeitura de Goiânia envie o projeto de lei que concede data-base para a categoria, o que deveria ter sido feito no último mês de maio; “A data-base é um direito constitucional dos trabalhadores e pedimos respeito por parte da Prefeitura para que conceda o reajuste”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (Sindigoiânia), vereador Romário Policarpo (PTC)

Servidores públicos municipais vem ocupando as galerias da Câmara Municipal de Goiânia para reivindicar apoio dos vereadores para que a Prefeitura de Goiânia envie o projeto de lei que concede data-base para a categoria, o que deveria ter sido feito no último mês de maio; “A data-base é um direito constitucional dos trabalhadores e pedimos respeito por parte da Prefeitura para que conceda o reajuste”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (Sindigoiânia), vereador Romário Policarpo (PTC)
Servidores públicos municipais vem ocupando as galerias da Câmara Municipal de Goiânia para reivindicar apoio dos vereadores para que a Prefeitura de Goiânia envie o projeto de lei que concede data-base para a categoria, o que deveria ter sido feito no último mês de maio; “A data-base é um direito constitucional dos trabalhadores e pedimos respeito por parte da Prefeitura para que conceda o reajuste”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (Sindigoiânia), vereador Romário Policarpo (PTC) (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Servidores públicos municipais vem ocupando as galerias da Câmara Municipal de Goiânia para reivindicar apoio dos vereadores para que a Prefeitura de Goiânia envie o projeto de lei que concede data-base para a categoria, o que deveria ter sido feito no último mês de maio.

“A data-base é um direito constitucional dos trabalhadores e pedimos respeito por parte da Prefeitura para que conceda o reajuste”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (Sindigoiânia), vereador Romário Policarpo (PTC).

Os trabalhadores receberam apoio de vários vereadores, entre eles, Cristina Lopes (PSDB). Cristina pediu que o prefeito Iris Rezende (PMDB) inicie a negociação com os servidores. “Ele precisa ao menos ouvir os funcionários”, disse citando um incidente ocorrido em um mutirão, quando uma professora da secretaria municipal de educação tentou falar com o prefeito e foi afastada pela equipe do gestor.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247