Pilotos protestam contra o racismo na primeira corrida da F1. Seis se recusam a fazer gesto (vídeo)

Na véspera do evento, durante uma reunião entre os participantes, não houve consenso sobre a realização gesto. O fato incomodou Lewis Hamilton, único piloto negro da Fórmula 1

(Foto: reprodução twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Antes da largada do GP da Áustria neste domingo (5), na abertura da temporada de 2020 da Fórmula 1, os pilotos da modalidade fizeram um protesto pedindo o fim do racismo. No entanto, seis competidores não se ajoelharam durante a execução do hino. Na véspera da corrida, não houve consenso sobre o gesto em reunião marcada com os 20 participantes. A informação é do jornal Folha de S. Paulo. 

O fato incomodou Lewis Hamilton, de 35 anos, único negro no grid da F1, acrescenta a reportagem. 

O gesto tem se repetido em várias manifestações na mídia, desencadeadas após a morte do homem negro George Floyd, imobilizado e asfixiado por um policial branco em Mineápolis, no estado de Minnesota, nos Estados Unidos.   

Confira o vídeo: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email