Youtube tira do ar vídeo que levou deputado Daniel Silveira à prisão

Conteúdo feriu as diretrizes da plataforma sobre “assédio e bullying”. O ministro Alexandre de Moraes, do STF, havia determinado a retirada sob pena de multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Youtube tirou do ar o vídeo postado nesta terça-feira (16) pelo deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) em seu canal na plataforma e que motivou a decretação de sua prisão em flagrante pelo Supremo Tribunal Federal.

O conteúdo feriu as diretrizes da plataforma sobre “assédio e bullying”. A publicação contava com mais de 200 mil visualizações.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, havia determinado a retirada do vídeo sob pena de multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

Em sua fala, Silveira defendia o fechamento do Supremo, fazia ameaças aos ministros da Corte e pregava violência contra eles.

Segundo a colunista Juliana Dal Piva, no Uol, o vídeo teria sido uma tentativa de “prova de fidelidade” do parlamentar a Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email