Embaixadora da Ucrânia na ONU responde a Bolsonaro: "não há espaço para neutralidade"

"Se fracassarmos, então ninguém estaria seguro. Nem aqui e nem na América Latina. É sobre nossa segurança que estamos falando", defendeu Yevheniia Filipenko

www.brasil247.com - Yevheniia Filipenko, Jair Bolsonaro e Volodymyr Zelensky
Yevheniia Filipenko, Jair Bolsonaro e Volodymyr Zelensky (Foto: Reuters)


247 - A embaixadora ucraniana na ONU, Yevheniia Filipenko, questionada por Jamil Chade, do UOL, sobre a posição de Jair Bolsonaro (PL) acerca da neutralidade do Brasil diante da guerra entre Rússia e Ucrânia, afirmou que "não há espaço" para a isenção.

"Não há espaço para neutralidade na situação atual. Todos precisamos nos levantar para defender nossos princípios básicos. Eles garantem a todos os países sua soberania, integridade territorial e existência", afirmou, pressionando o Brasil: "só há espaço para ação, para colocar fim às agressões e colocar um fim aos ataques".

Filipenko defendeu que os países devem "tomar a decisão de ficar do lado certo da história" e afirmou que as relações bilaterais entre Brasil e Rússia "não interessam nesse momento". "O que importa é a resposta conjunta diante das violações. Se fracassarmos agora, então ninguém estaria seguro nesse planeta. Nem aqui e nem na América Latina. É sobre nossa segurança que estamos falando".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar de Bolsonaro falar pela neutralidade do país, o Brasil apoia a postura na ONU de condenar os ataques russos aos ucranianos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email