CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Embaixadora dos EUA diz que ser membro pleno da ONU não ajudará a Palestina a se tornar um Estado

Linda Thomas-Greenfield fez os comentários após ter sido questionada se os EUA estavam abertos a reconhecer o pedido da Autoridade Palestina para ser membro pleno da ONU

Imagem Thumbnail
Linda Thomas-Greenfield (Foto: UNTV)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Reuters - A embaixadora dos EUA na Organização das Nações Unidas (ONU), Linda Thomas-Greenfield, disse nesta quarta-feira (17) que não vê uma resolução recomendando que a Autoridade Palestina se torne um membro pleno da ONU, ajudando a levar a uma solução de dois Estados para o conflito israelo-palestiniano.

Thomas-Greenfield fez os comentários numa conferência de imprensa em Seul, na Coreia do Sul, após ter sido questionado se os EUA estavam abertos a reconhecer o pedido da Autoridade Palestiniana para ser membro pleno da ONU.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Não vemos que fazer uma resolução no Conselho de Segurança nos levará necessariamente a um lugar onde possamos encontrar uma solução de dois Estados no futuro”, disse Thomas-Greenfield.

Ela disse que o presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou categoricamente que Washington apoiava uma solução de dois estados e estava trabalhando para implementá-la o mais rápido possível.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO