Mundo

Fifa analisa pedido da Palestina para suspender Israel do futebol

Entidade máxima do futebol prometeu aplicar os regulamentos com rigor

Imagem Thumbnail
Fifa (Foto: Divulgação (Fifa))

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

(Sputnik) - A Federação Internacional de Futebol (Fifa) encaminhará um pedido da Associação de Futebol da Palestina (PFA) para suspender a filiação da Associação de Futebol de Israel (IFA) à Fifa para consideração por um grupo especial de especialistas independentes, disse o presidente da FIFA, Gianni Infantino, nesta sexta-feira (17). 

O Congresso da Fifa 2024 está ocorrendo em Bangkok nesta sexta-feira. Durante as sessões do congresso, o presidente da PFA, Jibril Rajoub, exigiu que a Fifa suspendesse temporariamente a filiação da IFA na organização devido às hostilidades na Faixa de Gaza.

“As três solicitações que vieram da proposta da Associação de Futebol da Palestina para este 74º Congresso da Fifa, todas as três propostas caem sob a competência do Conselho da Fifa e, portanto, precisam ser tratadas por este órgão. Agora, devido à óbvia sensibilidade dessas questões, a Fifa irá delegar, a partir de agora, uma expertise jurídica independente para analisar e avaliar as três solicitações feitas pela Associação de Futebol da Palestina e garantir que os estatutos e regulamentos da Fifa sejam aplicados da maneira correta”, disse Infantino ao congresso.

A avaliação jurídica permitirá a contribuição e as demandas de ambas as associações membros para garantir um processo justo, acrescentou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Os resultados desta análise e as recomendações que decorrerem desta análise serão posteriormente encaminhados ao Conselho da Fifa”, acrescentou Infantino.

Devido à urgência da situação, uma reunião extraordinária do Conselho da Fifa será convocada antes de 20 de julho para revisar a questão, disse o presidente da Fifa. 

“O futebol está aqui para unir, não para dividir… Eu não quero dividir este congresso, eu não quero dividir a Fifa, eu não quero dividir nossos 211 países membros… Durante uma reunião do conselho em 15 de maio de 2024, há dois dias, todos os membros do país concordaram unanimemente em condenar os atos de violência que ocorreram e estão ocorrendo atualmente e decidiram enviar uma mensagem forte de solidariedade a todas as vítimas que estão sofrendo”, disse ele ao congresso.

Para a Fifa, a Palestina é um membro pleno assim como qualquer um dos outros 210 membros, disse ele, acrescentando que tem exatamente os mesmos direitos e exatamente as mesmas obrigações que qualquer outro país.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO