Lula clama por paz: "a humanidade não precisa de guerra, precisa de emprego, de educação"

"Ninguém pode concordar com guerra, ataques militares de um país contra o outro", afirmou o ex-presidente sobre o conflito entre Rússia e Ucrânia

www.brasil247.com - Lula
Lula (Foto: Ricardo Stuckert | Governo da Ucrânia)


247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) clamou pela paz e deplorou a guerra da Ucrânia, que eclodiu na madrugada desta quinta-feira (24) após ataques da Rússia contra instalações militares. Lula falou em entrevista às rádios Supra e 103.5 FM.

>>> Otan manda tropas em direção à fronteira com a Ucrânia

"Ninguém pode concordar com guerra, ataques militares de um país contra o outro. A guerra só leva a destruição, desespero e fome. O ser humano tem que criar juízo e resolver suas divergências em uma mesa de negociação, não em campos de batalha", disse Lula, em crítica sutil à decisão da Rússia, governada por Vladimir Putin, de iniciar os ataques à Ucrânia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"A humanidade não precisa de guerra, precisa de emprego, de educação. Por isso que eu fico triste de estar aqui falando de guerra e não de paz, de amor, de desenvolvimento", declarou o petista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ex-ministro das Relações Exteriores do Brasil, inclusive dos governos Lula e Dilma Rousseff (PT), Celso Amorim, em entrevista à TV 247, também condenou a guerra: "um dia dramático".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email