Putin determina que todos os países que impuseram sanções à Rússia paguem pela energia em rublos a partir de amanhã

Presidente da Rússia exige que compradores abram contas em bancos russos para facilitar os pagamentos. Medida afeta diretamente a Alemanha

www.brasil247.com - Presidente da Rússia, Vladimir Putin
Presidente da Rússia, Vladimir Putin (Foto: Reuters)


247 com RT - O presidente Vladimir Putin definiu o pagamento de gás russo em rublos para compradores de países que impuseram sanções à Rússia em conexão com a Ucrânia. A medida afeta diretamente a Alemaha, que depende do gás russo.

Putin assinou um decreto nesta quinta-feira exigindo que esses compradores abram contas em bancos russos para facilitar os pagamentos. A medida entra em vigor a partir de 1º de abril.

>>> Cotação do rublo volta ao nível anterior à guerra – o que comprova a ineficácia das sanções

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A lista inclui Estados Unidos e Canadá, Estados da UE, Reino Unido (incluindo Jersey, Anguilla, Ilhas Virgens Britânicas, Gibraltar), Ucrânia, Montenegro, Suíça, Albânia, Andorra, Islândia, Liechtenstein, Mônaco, Noruega, San Marino, Macedônia do Norte, e também Japão, Coreia do Sul, Austrália, Micronésia, Nova Zelândia, Cingapura e Taiwan (considerado território da China, mas governado por sua própria administração desde 1949). 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os países e territórios mencionados na lista impuseram ou aderiram às sanções contra a Rússia após o início de uma operação militar especial das Forças Armadas Russas na Ucrânia. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em atualização

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email