CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Sistema de saúde de Gaza pode entrar em colapso por falta de combustível, diz Hamas

Agravamento da crise no sistema de saúde palestino ocorre em meio a um novo ataque de Israel

Imagem Thumbnail
A fumaça sobe enquanto palestinos deslocados se abrigam no hospital Al Shifa, na Cidade de Gaza (Foto: REUTERS/Doaa Rouqa)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 -  Em meio a um novo ataque de Israel, o Ministério da Saúde do Hamas anunciou nesta segunda-feira (13) que a Faixa de Gaza tem poucas horas de combustível para manter o sistema de saúde da Palestina ativo, informa o jornal O Globo. A falta de combustível é decisiva para manter as instalações de saúde ativa no território, já que funcionam a partir de geradores. Além disso, a escassez também afeta os meios de transporte e ambulâncias. "Estamos a poucas horas de um colapso do sistema de saúde na Faixa de Gaza", diz o comunicado do Hamas.

A piora na crise do sistema de saúde palestino ocorre enquanto as tropas israelenses promovem novos ataques no território, incluindo localidades em que o governo de Israel alegava já ter eliminado a presença do Hamas. Ao menos 20 pessoas morreram durante ataques noturnos ao campo de refugiados de Jabalia, no norte do enclave.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No sul de Gaza, em Rafah, moradores receberam novas ordens de evacuação nesta segunda-feira. Testemunhas ouvidas pela AFP afirmaram ter recebido ligações telefônicas e mensagens de texto para saírem de suas casas, em um prenúncio de um novo ataque na região. A Agência da ONU para Refugiados Palestinos (UNRWA) estima que 360 mil pessoas fugiram da cidade desde a semana passada.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO