HOME > Mundo

Teerã revela mais detalhes sobre o acidente de Ebrahim Raisi

Helicóptero que transportava o presidente do Irã e vários outros oficiais caiu no domingo, matando todos a bordo

Destroços do helicóptero do presidente iraniano Ebrahim Raisi no local do acidente em uma montanha na área de Varzaghan, noroeste do Irã, 20 de maio de 2024 (Foto: Stringer/WANA (West Asia News Agency) via REUTERS)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

RT - O helicóptero que transportava Ebrahim Raisi, presidente do Irã, desapareceu quando seu comboio de aeronaves encontrou um banco de nuvens, informou a agência de notícias IRNA na noite desta terça-feira (21), citando o chefe de gabinete do presidente falecido, Gholam-Hossein Esmaili, que estava viajando em uma das aeronaves da comitiva.

Segundo Esmaili, as condições meteorológicas inicialmente eram normais, mas 45 minutos após o início do voo, o piloto da aeronave de Raisi disse que aumentaria a altitude para evitar uma nuvem e ordenou que os dois helicópteros acompanhantes fizessem o mesmo. Assim que começaram a ganhar altitude, os dois outros helicópteros perderam de vista a aeronave de Raisi, que estava voando no meio.

"Após 30 segundos de voo sobre as nuvens, nosso piloto percebeu que o helicóptero no meio havia desaparecido," afirmou Esmaili, acrescentando que sua aeronave voltou e circulou a área várias vezes em busca do helicóptero de Raisi. No entanto, foi forçada a abandonar as tentativas de busca devido à pouca visibilidade, pousando pouco depois em uma mina de cobre nas proximidades.

De acordo com Esmaili, ele fez várias tentativas de contato com a aeronave de Raisi através de dispositivos de rádio e conseguiu alcançar Mohammad Ali Ale-Hashem, um imã do Azerbaijão Oriental que acompanhava o presidente. Ale-Hashem conseguiu transmitir que o helicóptero do presidente havia caído em um vale.

"Quando encontramos o local do acidente, as condições dos corpos indicavam que o aiatolá Raisi e outros companheiros haviam morrido instantaneamente, mas Ale-Hashem... após várias horas," disse Esmaili.

Raisi e sua comitiva estavam retornando de uma reunião com o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, após os dois líderes inaugurarem um grande projeto de barragem na fronteira entre os dois Estados. O helicóptero em que Raisi viajava caiu na província montanhosa do Azerbaijão Oriental, no noroeste do Irã. Após mais de dez horas de busca, dificultada pela neblina e pela chuva, o presidente e mais sete oficiais foram encontrados e confirmados mortos. A IRNA relatou anteriormente que o helicóptero de Raisi caiu devido a uma "falha técnica," mas uma declaração oficial sobre a causa do incidente ainda não foi divulgada.

O líder supremo do Irã, Aiatolá Ali Khamenei, declarou cinco dias de luto no país pelas vítimas do acidente. O primeiro vice-presidente iraniano, Mohammad Mokhber, agora atua como presidente interino, enquanto uma eleição antecipada está marcada para 28 de junho.

Milhares de iranianos marcharam por Teerã na terça-feira como parte do cortejo fúnebre de Raisi. O funeral está previsto para ocorrer mais tarde na quarta-feira. O corpo será então levado para Mashhad, cidade natal do falecido presidente no nordeste do Irã, onde será enterrado.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados