CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

TikTok promete contestar nova lei 'inconstitucional' dos EUA que pode banir o aplicativo do país

Segundo o FBI, o governo chinês tem a capacidade de comprometer dispositivos e coletar dados usando o aplicativo de mídia social TikTok

TikTok (Foto: REUTERS/Mike Blake)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

(Sputnik) - A plataforma de mídia social TikTok afirmou nesta quarta-feira (24) que irá contestar em tribunal a nova lei "inconstitucional" que pode banir o aplicativo nos Estados Unidos.

Mais cedo no mesmo dia, o presidente dos EUA, Joe Biden, assinou um projeto de lei que poderia obrigar a empresa-mãe do TikTok a vender o aplicativo nos EUA ou enfrentar uma proibição em todo o país.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Esta lei inconstitucional é um banimento do TikTok, e vamos contestá-la em tribunal. Acreditamos que os fatos e a lei estão claramente do nosso lado, e, no final, prevaleceremos. O fato é que investimos bilhões de dólares para manter os dados dos EUA seguros e nossa plataforma livre de influências e manipulações externas. Este banimento devastaria sete milhões de empresas e silenciaria 170 milhões de americanos", disse o TikTok em um comunicado.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO