Alckmin, FHC e Doria defendem Tasso

Apesar da divisão interna no PSDB depois da veiculação da propaganda do partido na TV, nomes importantes do tucanato saíram em defesa do senador Tasso Jereissati, presidente interino da legenda; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o prefeito João Doria defenderam tasso publicamente

Apesar da divisão interna no PSDB depois da veiculação da propaganda do partido na TV, nomes importantes do tucanato saíram em defesa do senador Tasso Jereissati, presidente interino da legenda; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o prefeito João Doria defenderam tasso publicamente
Apesar da divisão interna no PSDB depois da veiculação da propaganda do partido na TV, nomes importantes do tucanato saíram em defesa do senador Tasso Jereissati, presidente interino da legenda; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o prefeito João Doria defenderam tasso publicamente (Foto: Giuliana Miranda)

247 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu nesta segunda-feira o programa do PSDB veiculado na TV na semana passada e também a permanência do senador Tasso Jereissati na presidência interina do partido até a eleição interna marcada para dezembro. O tucano paulista confirmou que foi consultado sobre a linha da propaganda partidária antes dela ir ao ar. Já a ala governista do partido quer apelar para que o presidente interino tome a iniciativa de entregar o cargo, após a divulgação do programa com críticas ao presidencialismo.

— O programa fez uma autocrítica adequada. Ela não é dirigida pessoalmente a ninguém, mas ao modelo político. Algum brasileiro está satisfeito com o modelo político que nós temos? A primeira coisa para reformar, mudar e corrigir é reconhecer o problema — comentou o governador, após participar de um evento ao lado do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, do PMDB, na capital paulista.

O prefeito de São Paulo, João Doria, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, presidente de honra do PSDB, também endossaram a atuação de Tasso no comando da sigla.

“É lógico que apoio. Estou aqui ao lado dele entre outras razões por causa disso. Tasso é um homem sério e de respeito. Gosto dele, um homem capacitado, um dos melhores homens públicos que o Brasil produziu em todos os tempos e tenho o privilégio de ser amigo dele e respeitá-lo pelo aquilo que ele fez e por aquilo que faz", disse o prefeito de SP, em reportagem de O Globo.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247