HOME > Poder

Edinho: Não dá para dialogar agora com Temer

O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Edinho Silva, diz não saber se haverá clima no futuro para a retomada do diálogo com o PMDB; ele pontua que o PMDB é "um partido que construiu sua trajetória na defesa da democracia e, infelizmente, nesse momento de crise política, a direção optou pela saída do governo", mas frisou que "uma parte importante do PMDB continua defendendo o governo"; "O governo quer dialogar com todo mundo que queira construir uma saída da crise que estamos vivendo no campo da democracia. Esses ministros do PMDB que estão no governo são contra o impeachment. Eles dialogam com a parte da bancada", ressalva

O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Edinho Silva, diz não saber se haverá clima no futuro para a retomada do diálogo com o PMDB; ele pontua que o PMDB é "um partido que construiu sua trajetória na defesa da democracia e, infelizmente, nesse momento de crise política, a direção optou pela saída do governo", mas frisou que "uma parte importante do PMDB continua defendendo o governo"; "O governo quer dialogar com todo mundo que queira construir uma saída da crise que estamos vivendo no campo da democracia. Esses ministros do PMDB que estão no governo são contra o impeachment. Eles dialogam com a parte da bancada", ressalva (Foto: Valter Lima)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Edinho Silva, diz não saber se haverá clima no futuro para a retomada do diálogo com o PMDB. Para ele, a saída do partido da base governista criou ambiente para se repactuar o governo, reorganizando a base de apoio. "O governo, nesse sentido, foi rápido, foi ágil e aquilo que poderia ser um fator muito negativo acabou criando condições para que a reorganização da base de apoio começasse a construção de um clima favorável. Nesse momento o clima é de aglutinação de forças em torno do governo", disse.

Edinho pontua que o PMDB é "um partido que construiu sua trajetória na defesa da democracia e, infelizmente, nesse momento de crise política, a direção optou pela saída do governo", mas frisou que "uma parte importante do PMDB continua defendendo o governo".

"O governo quer dialogar com todo mundo que queira construir uma saída da crise que estamos vivendo no campo da democracia. Esses ministros do PMDB que estão no governo são contra o impeachment. Eles dialogam com a parte da bancada", diz.

Sobre dialogar com o vice-presidente Michel Temer, ele pontua que o momento não é agora. "Se tiver de reatar o diálogo com o vice-presidente tem de aguardar a superação desse momento. Esse momento será superado com a derrota do impeachment", frisou.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: