Fux sobre vídeo de Bolsonaro: “se ocorrerem consequências”, o STF vai intervir

Ministro do Supremo Luiz Fux diz que em nome da Corte que “a gente certamente vai ter de intervir se ocorrerem consequências nesse plano”, em referência ao chamado para os atos contra o Congresso e o STF

(Foto: STF | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux se manifestou de Washington, Estados Unidos, a respeito da notícia de que Jair Bolsonaro compartilhou por WhatsApp um vídeo convocando para os atos de 15 de março contra o Congresso Nacional e o STF.

“Meu presidente [Dias Toffoli] já se pronunciou, foi a palavra da Corte, e agora as consequências a gente não pode falar porque a gente certamente vai ter de intervir se ocorrerem consequências nesse plano. Qualquer tipo de questionamento que se fizer sobre isso no Supremo eu terei que dar minha palavra no momento do voto, e não antes. Se o Supremo for instado a julgar isso, eu não vou antecipar minha opinião”, conforme relata a Folha de S.Paulo.

Nesta quinta-feira 27, o ministro Marco Aurélio Mello também se manifestou sobre o tema. Ontem, o decano Celso de Mello e o presidente do Supremo, Dias Toffoli, divulgaram notas, além de Gilmar Mendes.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247