Maia diz que MP da intervenção nas universidades é inconstitucional

Segundo a deputada Erika Kokay, o presidente do Senado, David Alcolumbre, avalia devolver ao governo a MP 979, que permite ao ministro Abraham Weintraub nomear reitores durante a pandemia. Congressistas da oposição protocolaram ação no STF contra a medida

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro
Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Foto: Câmara dos Deputados | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira, 10, que é inconstitucional a Medida Provisória 979, que permite ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, nomear reitores de universidades e institutos federais durante a pandemia. 

A informação foi divulgada pela deputada Erika Kokay. "O @RodrigoMaia diz que medida provisória para nomear interventores nas universidades é inconstitucional. @davialcolumbre avalia devolver o texto ao governo. Vamos pressionar para que ela seja devolvida", disse a deputada pelo Twitter. 

Parlamentares da oposição estão pressionando o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, para devolver a MP ao Executivo. Além da pressão no Congresso, congressistas de oito partidos políticos diferentes também protocolaram no Supremo Tribunal Federal uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a MP

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email