Ministros políticos advertem Bolsonaro sobre risco de derrota em 2022 e exigem uso de máscara

Aliados fizeram um alerta a Jair Bolsonaro sobre o risco de ele perder a disputa eleitoral em 2022. Ele também foi aconselhado a usar máscara em meio à pandemia e às investigações da CPI da Covid

(Foto: ABr | CUT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em reunião com ministros políticos, Jair Bolsonaro foi aconselhado a parar de falar para o público dele e a usar máscara, se quiser realmente ganhar a eleição de 2022. Aliados também fizeram um alerta sobre o risco de ele perder a disputa. A informação foi publicada pelo blog do Valdo Cruz

No encontro foram discutidas estratégias do governo para enfrentar a CPI da Covid, que teve os primeiros trabalhos iniciados na manhã desta quinta-feira (29). Somente quatro dos 11 titulares da Comissão Parlamentar de Inquérito são governistas. 

Bolsonaro também foi aconselhado a usar máscara, equipamento recomendado por autoridades de saúde para evitar a propagação do coronavírus. 

Já foram aprovados requerimentos para a convocação dos ex-ministros da Saúde Nelson Teich e Luiz Henrique Mandetta, que devem ser ouvidos na próxima terça-feira (4) e, no dia seguinte, o ex-ministro Eduardo Pazuello.

Na quinta-feira (6) da próxima semana, a CPI ouvirá o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. 

Por sua vez, o governo tem elaborado relatórios para municiar os senadores governistas na comissão. 

Pesquisa

Pesquisa PoderData, em parceria com o Grupo Bandeirantes, apontou que 57% dos brasileiros reprovam o governo de Jair Bolsonaro.

Sobre a avaliação do trabalho de Bolsonaro, 51% classificaram como "ruim" ou "péssimo".

Outro levantamento, do PoderData, divulgado no último dia 14, mostrou o ex-presidente Luiz Inácio lula da Silva com 18 pontos de vantagem sobre Bolsonaro em um eventual segundo turno.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email