PL tenta golpe e diz ao TSE que Bolsonaro venceu as eleições

Em nova tentativa golpista, partido alega em representação que atual chefe do Executivo teve 51,05% dos votos no segundo turno

www.brasil247.com - Valdemar da Costa Neto, Lula e Jair Bolsonaro
Valdemar da Costa Neto, Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Reuters)


247 - Na representação golpista feita ao Tribunal Superior Eleitoral nesta terça-feira (22), o PL de Jair Bolsonaro alega que o atual chefe do Executivo teve 51,05% dos votos no segundo turno da eleição presidencial contra Lula (PT), informa o portal O Antagonista.

O documento protocolado no TSE se baseia em uma suposta auditoria do Instituto Voto Legal e alega que "os únicos votos que podem ser idoneamente considerados como válidos, porquanto auditáveis e fiscalizáveis, na eleição geral referente ao Segundo Turno do pleito eleitoral de 2022 são aqueles decorrentes das urnas modelo UE2020.”

Alegando supostos erros nas urnas fabricadas antes de 2020 e considerando apenas os votos nas urnas do modelo UE2020 (40,82% do total das urnas utilizadas no 2º turno), o partido afirma que o resultado seria de "26.189.721 (vinte e seis milhões, cento e oitenta e nove mil, setecentos e vinte e um) votos ao Presidente Jair Messias Bolsonaro, e 25.111.550 (vinte e cinco milhões, cento e onze mil, quinhentos e cinquenta) votos ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva, resultando em 51,05% dos votos válidos para Bolsonaro, e 48,95% para Lula“.

O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, por sua vez, rebateu a posição do PL e deu 24 horas para Bolsonaro e Valdemar Costa Neto (presidente do partido) incluírem na petição os dados de suposta auditoria do 1º turno das eleições "sob pena de indeferimento inicial". O PL pediu anulação de votos apenas do 2º turno e as urnas questionadas também foram utilizadas no 1º, explicou o ministro.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247