PV entra com ação contra nomeação de Lula

Líder do PV no Senado, Álvaro Dias (PR), ingressou com uma ação popular na Justiça Federal de Brasília para impedir a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma; segundo o parlamentar, Lula faz uso de um "expediente maroto" para ter acesso a foro privilegiado e não ser investigado pelo juiz federal Sérgio Moro no âmbito da Operação Lava Jato; além do PV, DEM e PSDB também devem entrar com ações semelhantes em praticamente todos os estados do país

Líder do PV no Senado, Álvaro Dias (PR), ingressou com uma ação popular na Justiça Federal de Brasília para impedir a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma; segundo o parlamentar, Lula faz uso de um "expediente maroto" para ter acesso a foro privilegiado e não ser investigado pelo juiz federal Sérgio Moro no âmbito da Operação Lava Jato; além do PV, DEM e PSDB também devem entrar com ações semelhantes em praticamente todos os estados do país
Líder do PV no Senado, Álvaro Dias (PR), ingressou com uma ação popular na Justiça Federal de Brasília para impedir a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma; segundo o parlamentar, Lula faz uso de um "expediente maroto" para ter acesso a foro privilegiado e não ser investigado pelo juiz federal Sérgio Moro no âmbito da Operação Lava Jato; além do PV, DEM e PSDB também devem entrar com ações semelhantes em praticamente todos os estados do país (Foto: Paulo Emílio)

247 - O líder do PV no Senado, Álvaro Dias (PR), deu entrada na Justiça Federal de Brasília com uma ação popular visando impedir a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do governo da presidente Dilma Rousseff. Segundo o parlamentar, Lula faz uso de um "expediente maroto" para ter acesso a foro privilegiado e não ser investigado pelo juiz federal Sérgio Moro no âmbito da Operação Lava Jato. Além do PV, DEM e PSDB também devem entrar com ações semelhantes em praticamente todos os estados do país.

Segundo Álvaro Dias, a presidente Dilma não deveria nomear para o cargo de ministro uma pessoa sobre a qual paira a suspeita de práticas de corrupção. "Efetivamente não há justificativa plausível capaz de nortear a nomeação do ex-presidente Lula para integrar o primeiro escalão do governo da presidente Dilma Roussef. É ostensivamente uma manobra política para blindar o ex-primeiro mandatário do País sob o abrigo de uma Pasta ministerial. A referida artimanha constitui verdadeiro escárnio às instituições da República, ao princípio da moralidade e ao Estado Democrático de Direito", justifica o senador na ação população.

No pedido feito à justiça de Brasília, Dias pede a concessão de liminar para barrar ou sustar a nomeação de Lula para o cargo. No mérito, ele pede a confirmação de que Lula estaria proibido de assumir um cargo no atual governo.

O senador aproveitou a ocasião para defender uma proposta de emenda constitucional de sua autoria que acaba com o foro privilegiado no Brasil.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247