Após pressão de governo Bolsonaro, agenda entre Lula e embaixador da Rússia é cancelada

Interlocutores do governo pressionaram a Embaixada da Rússia, que cancelou a reunião de Lula com o embaixador Alexey Labetskiy para tratar da liberação da vacina Sputnik V, negada pela Anvisa. Lula ficará em Brasília até sexta-feira, onde terá uma série de encontros

(Foto: Amanda Perobelli/Reuters | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A reunião que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria com o embaixador da Rússia, Alexey Labetskiy, em Brasília, foi cancelada após pressão do governo de Jair Bolsonaro. 

Segundo a jornalista Bela Megale, do Globo, a medida foi tomada para a representação russa se blindar de acusações de que estaria interferindo na política externa do governo. Lula ficará em Brasília até sexta-feira, onde terá uma série de encontros com embaixadores e lideranças políticas de diferentes partidos.

Lula iria discutir com o embaixador Alexey Labetskiy sobre a vacina Sputnik V, cuja aplicação não foi recomendada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sob acusação de estar atuando politicamente, já que mais de 60 países já autorizaram o uso do imunizante.  

No fim do passado, Lula conversou com por teleconferência com Kirill Dmitriev, diretor do fundo russo que fabrica a vacina Sputnik V, abrindo caminho para que governadores do Consórcio do Nordeste formalizassem a compra de 37 milhões de doses do imunizante russo. 

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email