CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasília

Arthur Lira pede à Justiça R$ 200 mil de indenização por danos morais após declaração de Felipe Neto

O influenciador digital referiu-se a Lira como “excrementíssimo” durante um debate na Câmara sobre a regulação das redes, em 23 de abril

Arthur Lira (mais destaque) e Felipe Neto (Foto: Zeca Ribeiro / Câmara I Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), solicitou à Justiça que o influenciador digital Felipe Neto seja condenado a pagar uma indenização de R$ 200 mil por danos morais.

A ação, protocolada em 8 de maio, diz respeito a uma declaração feita durante debate na Câmara sobre a regulação das redes, em 23 de abril. Na ocasião, Neto referiu-se a Arthur Lira como “excrementíssimo”, fazendo referência ao pronome de tratamento “excelentíssimo”. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Eles continuam acreditando na censura. Eles continuam acreditando que vão ser controlados e perderão o direito de falar determinadas coisas. O que é preciso para a gente mudar esse cenário? É preciso que a gente se comunique mais. É preciso que a gente fale mais com o povo, convide mais o povo para participar [...] Como o Marco Civil da Internet brilhantemente fez. Como era o PL 2630 [PL das Fake News] que foi infelizmente triturado pelo excrementíssimo Arthur Lira", disse o influenciador digital.

Pelo comentário, a Procuradoria Parlamentar da Câmara acusa o influenciador de ter cometido injúria contra Lira. Segundo o órgão, Neto desrespeitou instituições democráticas e ofendeu o deputado em um evento institucional da Casa.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Na última quinta-feira (9), o juiz Cleber de Andrade Pinto, da 16ª Vara Cível de Brasília, determinou que Lira e Neto participem de uma audiência de conciliação, ainda sem data definida. (Com informações do g1).

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO