Lewandowski acompanha Gilmar pela suspeição de Moro contra Lula

O ministro Ricardo Lewandowski antecipou seu voto após o pedido de vista pelo ministro Nunes Marques e definiu suspeição de Sergio Moro contra Lula. Ainda precisam votar Nunes Marques e Carmen Lúcia

www.brasil247.com -
(Foto: © Antonio Cruz/Agência Brasil)


247 - O ministro Ricardo Lewandowski, da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta terça-feira, 9, pela suspeição do ex-juiz da Lava Jato de Curitiba, Sergio Moro, acerca dos processos contra o ex-presidente Lula (PT). Assim, já são dois votos pela suspeição do ex-juiz; Gilmar Mendes também foi favorável à suspeição.

Em sua decisão, Lewandowski destacou que "Lula foi submetido a uma verdadeiro simulacro de ação penal" e citou magistrados e processualistas italianos. “Eu tenho dito que toda vez que vou para o exterior, trago de volta perplexidade da comunidade jurídica internacional sobre esse processo do ex-presidente Lula”, reforçou o ministro.

Lewandowski votou pela suspeição de Moro decretando a nulidade de todos os seus atos desde o início. “Eu invalido totalmente essa ação penal”. “E adiro também à proposta de que o ex-juiz arque com as custas processuais”, destacou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Votou contra o ministro Edson Fachin, que mais cedo tentou uma manobra para que o caso não fosse julgado nesta terça pela Corte, enquanto o ministro Kássio Nunes Marques, indicado por Jair Bolsonaro ao STF, pediu vista para analisar o processo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diante do pedido de vista de Nunes Marques, a ministra Cármen Lúcia optou por aguardar o voto do colega para, aí sim, declarar o seu próprio voto. Com isso, o placar fica indefinido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email