Maia rebate Guedes: ‘não tem votos para aprovar privatização, CPMF e a culpa é dos outros?'

“Paulo Guedes quer desviar o foco do debate do teto de gastos. Ele não tem base, não tem voto para aprovar privatização e nem CPMF. E a culpa é dos outros?”, questionou Rodrigo Maia, que sugeriu Paulo Guedes a assistir o filme “A Queda” sobre Hitler

www.brasil247.com - Rodrigo Maia, Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Rodrigo Maia, Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Lula Marques | Marcello Casal Jr/Agência Brasil)


247 - Acusado pelo ministro da Economia de realizar complô com a esquerda para impedir as privatizações do governo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, rebateu nesta quarta-feira, 30, a declaração de Paulo Guedes.

“Paulo Guedes quer desviar o foco do debate do teto de gastos. Ele não tem base, não tem voto para aprovar privatização e nem CPMF. E a culpa é dos outros?”.

Respondendo um questionamento de Maia, que perguntou porque o ministro ‘interditou o debate sobre a reforma tributária’, Guedes disse mais cedo que:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Não há razão para interditar as privatizações. Há boatos de que haveria acordo entre o presidente da Câmara e a esquerda para não pautar as privatizações. Precisamos retomar as privatizações, temos que seguir com as reformas e temos que pautar toda essa transformação que queremos fazer. A retomada do crescimento vem pela aceleração de investimentos em cabotagem, infraestrutura, logística, setor elétrico, das privatizações, Eletrobrás, Correios... Estamos esperando", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda sobre a declaração de Guedes, de que haveria um acordo do presidente da Câmara com a esquerda contra as privatizações, Maia complementou: “Guedes está desequilibrado. Recomendo que ele assista ao filme 'A Queda'". O filme retrata as últimas horas de Adolf Hitler à frente da Alemanha nazista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email