Pedido de Aras para suspender inquérito das fake news tem 'chance zero', segundo ministros do STF

Os ministros do STF estariam unidos para levar adiante o inquérito das fakes news que apura ataques de “milícias digitais” que atacaram a corte, informa blog de Gerson Camarotti, no G1, que ouviu dois ministros

(Foto: ABr | CNJ)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) disseram ao blog de Gerson Camarotti, no G1, que não há possibilidade da corte aceitar o pedido de suspensão do inquérito das fake news feito pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

O pedido foi feito após a realização de operação da Polícia Militar, nesta quarta-feira, 27, que executou mandados de busca e apreensão contra 17 pessoas envolvidas com ações de disseminação de notícias falsas e ameaças a ministros do STF.

A matéria do G1 informa que os membros do tribunal estão unidos para barrar "qualquer tentativa de intimidação" contra eles. “Chance zero” do pedido se aceito, disse um dos ministros.

Entre os que foram alvos de ação da PF estão oito deputados bolsonaristas; o novo aliado de Jair Bolsonaro, do Centrão, Roberto Jefferson; Sara Winter, que ameaçou o ministro do STF Alexandre de Moraes, que preside o inquérito; o dono da Havan, Luciano Hang; e o dono da Smart Fit, Edgard Corona. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247