Relator de caso no CNMP diz que Dallagnol pode ser candidato em 2022

O relator do caso o ex-líder da Lava Jato Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, falou sobre possível candidatura do lava-jatista nas eleições de 2022 para justificar o seu possível afastamento

Procurador da República Deltan Dallagnol em Curitiba 25/07/2019
Procurador da República Deltan Dallagnol em Curitiba 25/07/2019 (Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O relator do caso o ex-líder da Lava Jato Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, falou sobre possível candidatura do lava-jatista nas eleições de 2022 para justificar o seu possível afastamento. Ele ainda disse que a operação curitibana cometeu “excessos”.

Na segunda-feira, 17, depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux paralisar o julgamento do CNMP que pode resultar na expulsão do procurador da força-tarefa, o decano da Corte, Celso de Mello, suspendeu os outros dois casos que estavam na pauta do órgão desta terça-feira, 18. As decisões foram favoráveis a Dallagnol.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247