Rodrigo Pilha afirma ter sido agredido na prisão

Jornalista Guga Noblat divulga relatório médico com as queixas de agressão contra o ativista, que está preso desde 18 de março por ter protestado contra Bolsonaro. Um dos agressores teria questionado se ele era petista

Rodrigo Pilha é preso após fazer protesto contra Bolsonaro usando bandeira com suástica.
Rodrigo Pilha é preso após fazer protesto contra Bolsonaro usando bandeira com suástica. (Foto: REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ativista Rodrigo Pilha, que está preso desde 18 de março com base em um processo antigo, logo após ter participado de um ato contra Jair Bolsonaro em Brasília, denunciou ter sido agredido na prisão. Depois de ter sido detido na Polícia Federal, Pilha foi levado para o Presídio da Papuda, onde está até hoje.

“Rodrigo Pilha relata agressão no CDP2, onde ficou 14 dias. Ele agora está detido no CPP. Consta nos autos do inquérito relatório médico de agressão sofrida por ele (foto). Uma fonte confirma que viu hematomas nele”, publicou o jornalista Guga Noblat no Twitter na noite deste domingo (11).

“O relato que ouvi da agressão é que Pilha teria levado chutes na costela , além de tapas e socos. Um dos agressores teria perguntado se ele era petista”, acrescentou o jornalista. Ele acrescentou a informação de que o MP pediu soltura dele em 19 de março e que a família acha que ele será libertado nesta segunda-feira (12).

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email