CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasília

Sob ataque da extrema-direita, ministros do STF têm reunião com membros do governo Lula

Magistrados da Corte pediram mais empenho dos governistas em defesa da democracia e do Supremo

Imagem Thumbnail
Supremo Tribunal Federal e Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Divulgação I Ueslei Marcelino / Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Os ministros do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, Cristiano Zanin, Flávio Dino e Alexandre de Moraes pediram ao governo ederal mais empenho em defesa da democracia e do Supremo. Os juízes tiveram um jantar, em Brasília (DF), com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acompanhado pelos ministros Ricardo Lewandowski (Justiça) e Jorge Messias (Advocacia-Geral da União). O encontro aconteceu nesta segunda-feira (15) na casa de Gilmar, segundo informações publicadas nesta terça (16) pelo jornal Folha de S.Paulo.

Magistrados da Corte estão sendo atacados por políticos e eleitores da extrema-direita principalmente dos aliados de Jair Bolsonaro (PL) por causa de inquéritos como o das fake news, tramap golpistas, e compra e venda ilegal de joias que deveriam pertencer ao Estado brasileiro, não podendo ser incorporadas a petrimônio pessoal.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Numa tentatia de atacar o Judiciário, integrantes do centrão, bloco partidário do Congresso, também estão insatisfeitos com medidas como buscas e apreensões autorizadas contra parlamentares, manutenção de sigilo em casos relatados por Alexandre de Moraes e prisão do deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ) sem existência de um flagrante - o parlamentar foi apontado por investigadores da Polícia Federal como um dos mandantes do assassinato da ex-vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL), morta por integrantes do crime organizado em março de 2018.

Os participantes do encontro citaram algumas iniciativas de parlamentares que aumentaram a tensão entre os Poderes. Entre os exemplos mencionados, estão o marco temporal das terras indígenas, a proposta para criminalização do porte de drogas e o projeto que acaba com as saídas temporárias de presos.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO