Bolsonaro insulta governador do Ceará e leva resposta direta sobre os crimes que cometeu na pandemia

"Criminoso, sr presidente, é ignorar a perda de mais de meio milhão de vidas na pandemia e ainda debochar da dor das famílias", disse Camilo Santana em resposta a Bolsonaro

www.brasil247.com -


247 - O governador do Ceará, Camilo Santana, reagiu ao ataque de Jair Bolsonaro contra ela nesta sexta-feira (13). Durante evento de entrega de residências do programa Casa Verde e Amarela em Juazeiro do Norte, Bolsonaro disse que as medidas de restrição do contágio do coronavírus adotadas pelo governador cearense foram um "ato criminoso". 

"Criminoso, sr presidente, é ignorar a perda de mais de meio milhão de vidas na pandemia e ainda debochar da dor das famílias. Tivéssemos um Gov Federal mais preocupado com a vida, milhares teriam sido salvas. Seus ataques jamais irão tirar de mim a força para continuar lutando", respondeu o governador. 

Durante sua passagem por Juazeiro do Norte, Bolsonaro foi recebido por poucos populares que saíram às ruas para prestigiá-lo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, em outro post, Camilo Santana classificou como “lamentável” a decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), que derrubou a medida judicial que obrigava passageiros com destino estado de apresentarem teste negativo para Covid-19 ou comprovante com duas doses de vacina ou dose única da Janssen.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email