HOME > Nordeste

Lula assina ordem de serviço para obras que vão levar água a 57 mil pessoas no Sertão de Alagoas

O empreendimento integra o Novo PAC, um programa com investimento previsto de R$ 1,7 trilhão no Brasil

Lula com outras lideranças e apoiadores em Alagoas (Foto: Ricardo Stuckert / PR)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta quinta-feira (9) a assinatura de uma ordem de serviço para dar início às obras de construção do Trecho V do Canal do Sertão Alagoano, em São José da Tapera (AL). Serão investidos R$ 565,95 milhões para a execução de 26,6 quilômetros de canal para conduzir água (entre o km 123 e o km 150). O trecho do canal abrange os municípios de São José da Tapera, Olho D’Água das Flores e Monteirópolis. Mais de 57,3 mil pessoas vão ser beneficiadas.

O empreendimento integra o Novo PAC do governo federal. O Programa de Aceleração do Crescimento, lançado em agosto do ano passado, investirá R$ 1,7 trilhão em todos os estados do Brasil. Os investimentos previstos no Novo PAC com recursos do Orçamento Geral da União (OGU) somam R$ 371 bilhões; o das empresas estatais, R$ 343 bilhões; financiamentos, R$ 362 bilhões; e setor privado, R$ 612 bilhões.

Em Alagoas, a totalidade das obras do Canal Adutor do Sertão até o km 150 (trechos I ao V) vai beneficiar 280 mil habitantes em 19 municípios. Os quatro primeiros trechos do Canal já foram concluídos e alcançam 123,4 km de obras em operação. Com a implantação dos trechos I, II, III e IV e o Projeto de Integração das Adutoras do Alto Sertão, que abastece oito municípios do Alto Sertão alagoano, a obra beneficia mais de 189 mil habitantes

"Temos que aprender a dizer quanto custou não fazer essa obra há 100 anos, há 50 anos. E não tem obra mais extraordinária do que a que traz um sorriso de satisfação na cara de homens, mulheres e crianças que são os beneficiários", afirmou Lula. "Qualquer investimento não é gasto, é investimento, porque você vai colher no futuro. Temos que dizer quanto custou não fazer essa obra há 100 anos, há 50 anos. E não tem obra mais extraordinária do que a que traz um sorriso de satisfação na cara de homens, mulheres e crianças que são os beneficiários".

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados