Renan Calheiros é escolhido para ser relator de CPI e aumenta pressão sobre Bolsonaro

Crítico do governo federal, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) será o relator da CPI da Covid-19. Parlamentar apontou esta semana crime de responsabilidade de Jair Bolsonaro, que, na conversa com Jorge Kajuru (Cidadania-GO), demonstrou a intenção de interferir nos rumos das investigações

www.brasil247.com - Senador Renan Calheiros (MDB-AL)
Senador Renan Calheiros (MDB-AL) (Foto: Agencia Brasil)


247 - O senador Renan Calheiros (MDB-AL) será o relator da CPI da Covid-19, o que aumentará a pressão sobre Jair Bolsonaro. Além de ser crítico ao governo, o emedebista também é entusiasta de uma eventual candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Planalto. 

Os senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) fecharam nesta sexta-feira (16) acordo para a composição dos cargos de comando da CPI da Covid-19. A informação foi publicada pela coluna de Vera Magalhães, no jornal O Globo.  

O colegiado será presidido por Omar Aziz (PSD-AM) e o vice-presidente será o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Esta semana o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou a decisão do ministro Luis Roberto Barroso que obrigou o Senado a instalar a CPI da Pandemia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alvo de mais de cem pedidos de impeachment protocolados junto ao Congresso Nacional, Bolsonaro cometeu inúmeros crimes desde o começo da pandemia. Estimulou aglomerações, criticou em diversas ocasiões o isolamento social e saiu às ruas sem máscaras.

Bolsonaro também sabotou materiais fornecidos pela China para a produção de vacinas no Brasil, receitou medicamentos sem comprovação científica no tratamento contra a Covid-19 e amenizou em várias ocasiões os efeitos da pandemia, chegando a classificá-la como uma "gripezinha". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a plataforma Worldometers, que disponibiliza dados globais sobre a pandemia, o País registrou, até esta sexta-feira (16), a segunda maior quantidade de mortes provocadas pelo coronavírus (365 mil). Os Estados Unidos têm o número de óbitos provocados pela Covid-19 (579 mil).

O Brasil contabilizou, até o momento, o terceiro maior contingente de infectados (13,7 milhões), atrás da Índia (14,3 milhões) e dos EUA (32,2 milhões). 

Tentativa de interferência

A pressão em cima de Bolsonaro aumentou esta semana, após a divulgação de uma conversa em que ele revelou a intenção de interferir nos rumos da CPI, no intuito de perseguir governadores e prefeitos, além de pedir impeachment de ministros do STF. O diálogo aconteceu com o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO). 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em entrevista ao jornalista Luis Costa Pinto, o senador Renan Calheiros destacou, em vídeo divulgada na última segunda-feira (12), que houve crime de responsabilidade de Bolsonaro. "Ninguém dispõe sobre o limite do escopo (da investigação) de uma CPI. Uma conversa cheia de ameaças, insinuação...", afirmou.

Críticas do exterior

A eurodeputada pelo Partido Verde, a alemã Anna Cavazzini, vice-presidente da delegação do Parlamento Europeu para assuntos relacionados ao Brasil, afirmou que Jair Bolsonaro "tem grande parcela de responsabilidade pelo número de doentes e mortos porque não levou a doença a sério".

"Incentivou as pessoas a se reunirem em grandes aglomerações, manteve-se cético no início em relação à vacinação e obstruiu os serviços de imunização em cidades e Estados do Brasil", acrescentou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O descontrole da pandemia no Brasil também virou piada em um programa britânico. Na última edição do humorístico Have I Got News For You, apresentado pelo ator David Tennent (Dr. Whoo e Harry Potter), onde notícias são apresentadas em formato de humor e com muita ironia, o apresentador começa a falar que, com a pandemia as pessoas podem identificar os países a partir de cores, menos o Brasil, que será identificado com "ossos e cruzes". "O sinal do Brasil é um crânio e ossos em cruz", disse um dos humoristas. 

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email