Comissão da Alerj suspende prazo para defesa de Witzel no impeachment

A proposta foi do relator Rodrigo Bacellar (Solidariedade), que foi procurado pelo governador Witzel na terça-feira (23) para lhe indicar o comando da Secretaria de Governo

(Foto: GOVRJ | Alerj)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Comissão Especial da Alerj que analisa o pedido de impeachment do governador Wilson Witzel aprovou nesta quarta-feira, 24, a suspensão do prazo para sua defesa. A proposta foi do relator Rodrigo Bacellar (Solidariedade) e foi aprovada por unanimidade, pois dos 25 membros da comissão, apenas o deputado Marcos Abrahão (Avante) não aprovou já que estava ausente no momento da votação.

O advogado de Witzel, Manoel Peixinho, celebrou a decisão. "A partir de agora a Alerj respeitou o direito de defesa e começa um processo justo. Essa decisão, com suspensão do prazo, nos dá tranquilidade para trabalhar com base em uma defesa técnica e justa. Do jeito que estava, todo o processo poderia ser anulado ", afirmou Peixinho à CNN após a reunião. 

O governador, na terça-feira, 23, fez chegar ao relator e responsável pela suspensão do prazo, o deputado Rodrigo Bacellar, que está disposto a lhe oferecer o cargo da Secretaria de Governo do estado. Ao perder apoio do bolsonarismo, Witzel parece estar estar se alinhando com o centrão carioca para evitar sua saída do governo estadual.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247