Márcio França admite ceder candidatura a governador para Haddad e aliança PT-PSB fica praticamente definida

O ex-governador afirmou que "em maio ou julho" a candidatura dos dois partidos será definida: "quem estiver na frente [nas pesquisas] é o candidato"

www.brasil247.com - Haddad, Lula, Alckmin e Marcio França
Haddad, Lula, Alckmin e Marcio França (Foto: Reprodução/Facebook | Ricardo Stuckert | Reuters | Humberto Pradera/PSB)


247 - O ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) afirmou à GloboNews na noite desta segunda-feira (7) que "em maio ou julho" o PT e o PSB definirão quem será o candidato da aliança entre as duas siglas ao governo de São Paulo. Segundo França, o candidato que estiver com melhor desempenho nas pesquisas será o escolhido - o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) aparece até agora em primeiro lugar nas pesquisas quando o nome do ex-governador Geraldo Alckmin é retirado do quadro de candidaturas. Com a solução para a candidatura em São Paulo, fica superado o maior obstáculo à aliança entre PT e PSB para 2022.

"Em julho ou maio, quem estiver na frente é o candidato a governador, e o outro vai compor a chapa do jeito que der. (...) O PT topou, o Lula topou, a Gleisi topou. O Haddad deve vir a topar também", falou.

França disse também à GloboNews ver o acordo entre o ex-presidente e o ex-governador de São Paulo como selado. Em dezembro do ano passado, França havia afirmado que a chance da chapa Lula-Alckmin vingar era de 99%. Na noite de ontem, aumentou essa probabilidade para 99,9%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A candidatura ao governo de São Paulo era o nó górdio da aliança entre PT e PSB e, segundo o próprio Lula, o grande motivador de Geraldo Alckmin integrar a chapa presidencial. Lula quer Haddad no governo de São Paulo e háá uma união férrea entre os dois. Lula é grato a Haddad pelo papel que desempenhou em seu segundo governo como ministro da Educação e sobretudo pela postura de seu ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo na duríssima batalha de 2018. "Lula vê em Haddad um possível sucessor como líder de um PT renovado que estabeleça novos laços com a sociedade e apresente um projeto social-democrata consistente para o país", escreveu o jornalista Mauro Lopes, do 247, sobre o impasse que se arrastou durante mais de dois meses e agora está superado

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As pesquisas podem definir também as candidaturas em outros estados em que PT e PSB não conseguirem chegar a um acordo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email