MP denuncia mãe de Henry e Jairinho por homicídio triplamente qualificado e tortura

O promotor responsável pelo caso ainda pediu que a prisão temporária do casal seja convertida em prisão preventiva

Monique e Dr. Jairinho
Monique e Dr. Jairinho (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou nesta quinta-feira (6) o padrasto do menino Henry Borel, o vereador Dr. Jairinho (sem partido), por homicídio triplamente qualificado e tortura contra a criança. A mãe, Monique Medeiros, também foi denunciada nos mesmos termos.

O MP-RJ considerou como qualificadoras do assassinato o motivo torpe, a impossibilidade de defesa da vítima e o meio cruel. "As investigações da polícia mostraram que Henry foi morto por Jairinho acreditar que a criança atrapalhava a relação do casal (Monique e Jairinho)", disse o promotor Marcos Kac, responsável pelo caso.

O promotor pediu que a prisão temporária do casal seja convertida para prisão preventiva.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email