Prefeita bolsonarista de Bauru e parentes organizam cultos presenciais em igreja da família

Com a taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade de Bauru (SP) em 117%, a prefeita bolsonarista Suéllen Rosim (Patriota) e sua família decidiram abrir a igreja que comandam para culto presencial

Luciano Hang ao lado de Suellen Rosim em ato contra João Doria
Luciano Hang ao lado de Suellen Rosim em ato contra João Doria (Foto: Reprodução / Instagram)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com a taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade de Bauru (SP) em 117%, a prefeita bolsonarista Suéllen Rosim (Patriota) e sua família decidiram abrir a igreja que comandam para culto presencial. O Mipe (Ministério Produtores de Esperança), uma igreja evangélica neopentecostal, cuja bispa regional, Lúcia Rosim, é mãe da bolsonarista.

Lúcia disse que abrirá na sexta-feira, 9, para culto presencial outra filial da Mipe que sua família comanda, em Birigui (SP), a 175 km de Bauru.

A prefeita bolsonarista já entrou em conflito diversas vezes com o João Doria (PSDB) por ser contra as medidas restritivas impostas pelo governador de São Paulo. Ela já participou de manifestações contra o isolamento social do governador com o empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da Havan.

STF julga realização de cultos presenciais

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga na tarde desta quinta-feira, 8, a realização de cultos presenciais no pior momento da pandemia, autorizada pelo ministro Kassio Nunes Marques.

O julgamento caminha para o entendimento de que é possível proibir a realização de cultos e missas presenciais para preservar o direito à vida da população, visto que ambientes como os das igrejas são locais de ampla disseminação do coronavírus, que afetam os fiéis e os que não congregam de nenhuma fé. 

Caso o julgamento seja concluído neste sentido, representará uma derrota do ministro Nunes Marques e de Jair Bolsonaro, que defende cultos presenciais para agradar sua base religiosa.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email