Romário insiste em defender Bolsonaro e atacar o PT: "o país estava assolado na corrupção"

"Sr. Haddad, sou muito grato pelo BPC na Escola, que beneficiou 400 mil crianças", afirmou o senador do PL-RJ. "Mas isso não me impede de dizer que o país estava assolado pela corrupção", acrescentou ao rebater Fernando Haddad, que teceu críticas ao parlamentar, defensor do governo Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Senador Romário e o ex-prefeito Fernando Haddad
Senador Romário e o ex-prefeito Fernando Haddad (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | Reprodução/Facebook)


 247 - O senador Romário (PL-RJ) rebateu o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, após o petista criticar o parlamentar, que defendeu o governo Jair Bolsonaro. 

"Sr. Haddad, sou muito grato pelo BPC na Escola, que beneficiou  400 mil crianças. Agradeço como pai de uma adolescente com Síndrome de Down e senador. Mas isso não me impede de dizer que o país estava assolado pela corrupção e que, agora, está melhor em relação a isso", afirmou o senador no Twitter. 

Ao criticar Romário, ex-prefeito disse na terça-feira (12) lembrou que o ex-jogador tem uma filha com deficiência e recordou a declaração do ministro da Educação, Milton Ribeiro, para quem as crianças deficientes "atrapalham" o aprendizado nas escolas. "É duro ver o pai de uma delas apoiar um governo que acha que essas crianças atrapalham", escreveu Haddad na rede social.

Em entrevista ao canal do YouTube "Tapa na Cara" neste domingo (10), o parlamentar afirmou que Bolsonaro "tem feito coisas positivas para o nosso país". "Erra em alguns momentos, principalmente com a pandemia. Deixou de ter algumas ações, falou algumas coisas que poderia não ter falado", disse.

O ex-jogador foi detonado nas redes sociais, após declarar apoio a Bolsonaro. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email