Suspeito de ataque ao Porta dos Fundos, Eduardo Fauzi, está na Rússia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro obteve informação de que Eduardo Fauzi viajou para Moscou em 29 de dezembro, um dia antes de seu mandado de prisão ser expedido

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Polícia Civil do Rio obteve informação de que Eduardo Fauzi, principal suspeito pelo ataque terrorista à produtora do Porta dos Fundos, viajou para Moscou, na Rússia, em 29 de dezembro, um dia antes de seu mandado de prisão ser expedido.

A informação foi veiculada pela TV Globo. Ele viajou na tarde do dia 29 de dezembro para Paris, um dia antes da expedição do mandado de prisão, de acordo com a emissora. Imagens mostraram que ele chegou de táxi ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Zona Norte do Rio.

A polícia do Rio já pediu a inclusão do nome de Fauzi na lista de procurados pela Interpol. Ainda de acordo com a TV Globo, Fauzi tem uma namorada que mora em Moscou.

Há pouco, nesta quinta-feira 2, a polícia do Rio havia informado que pediria informações da unidade de Santa Catarina para localizar o suspeito, que está foragido deste terça-feira. Ele teria dito a amigos que estaria em Florianópolis.

Nesta quarta-feira 1, um vídeo gravado por Fauzi, sem identificação de data, foi compartilhado na internet e mostra seu discurso contra os humoristas do Porta dos Fundos: “criminosos, marginais, bandidos”. Para ele, “quem fala mal de Cristo prega contra o povo brasileiro”.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247