Sul

Porto Alegre anuncia isenção e desconto de água e esgoto

Serão beneficiadas as pessoas que tiveram as casas alagadas e estão cadastradas na tarifa social

Imagem Thumbnail
Abrigo em Porto Alegre para desalojados em consequência das enchentes (Foto: Pedro Piegas/PMPA)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Prefeitura de Porto Alegre anunciou nesta segunda-feira (13) a isenção do pagamento pelo uso de água e esgoto na capital. A medida será válida por seis meses e só poderão ser beneficiadas as pessoas que tiveram as casas alagadas e estão cadastradas na tarifa social.

De acordo com as normas, pessoas não cadastradas no benefício, mas que sofreram com o alagamento, terão de pagar R$ 19 pelo uso da água, ou R$ 34 no caso de água e esgoto, por dois meses.

Os números divulgados pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul apontaram que mais de 2,1 milhões de pessoas tiveram algum problema por causa das chuvas e 447 das 497 cidades do estado sofreram as consequências das enchentes. Mais de 518 mil pessoas foram desalojadas (estão morando em casa de amigos ou familiares).

Acordo emergencial da tarifa de água:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

- Usuários de categorias sociais - isenção por seis meses de todas as tarifas (áreas alagadas);

- Usuários de categorias não sociais - isenção por dois meses de todas as tarifas (áreas alagadas);

- Abrigos temporários cadastrados e reconhecidos - isenção de consumo de água e esgoto para atendimento aos desabrigados, enquanto perdurar o tempo de acolhimento. Válido para os atuais e futuros abrigos;

- Desabastecimento de água - após retomada do consumo residencial, o custo será limitado à média dos últimos seis meses para não aumentar os valores a serem pagos em eventual excesso;

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

- Plano de recuperação – Melo informou que a prefeitura contará com um serviço de consultoria especializada na recuperação de grandes cidades após eventos climáticos extremos. A parceria, formalizada nesta segunda-feira, 13, engloba a gestão de recursos financeiros, regularização das operações, estruturação do plano e a gestão do comitê de crise, por meio da empresa Alvarez & Marsal.

- Abastecimento de água - O diretor do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Mauricio Loss, explicou que as equipes trabalham 24 horas para religar o sistema de captação e abastecimento Moinhos de Vento. A previsão inicial - caso não ocorra intercorrência devido à subida do nível do Guaíba - é que água retorne gradativamente na quarta-feira, 15.

“Nossos esforços continuam concentrados nesta operação complexa, em que é preciso remontar os motores. Trabalhamos com muita transparência e a população tem reconhecido’’, diz Loss. Estão funcionando, com capacidade reduzida devido à turbidez da água, os sistemas Belém Novo, Tristeza, Menino Deus e São João.

Das 23 casas de bombas, sete estão em operação. Na tarde desta segunda-feira, a casa número 16, da Rótula das Cuias, começou a operar parcialmente, ainda com capacidade limitada.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO