CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Agro

China reduz compra de soja dos EUA e amplia negócios com o Brasil

Importações do Brasil aumentaram 81%, para 3,02 milhões de toneladas, mais da metade do total importado

Lula e Xi Jinping em Pequim - 14/04/2023 (Foto: Ricardo Stuckert/Distribuição via REUTERS)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

PEQUIM (Reuters) - As importações chinesas de soja dos Estados Unidos caíram pela metade em março em relação ao mesmo período do ano anterior e as exportações de milho também despencaram, já que os compradores preferiram suprimentos mais competitivos da grande safra do Brasil, segundo dados divulgados neste sábado.

Os fornecedores norte-americanos enfrentam uma concorrência acirrada pelas vendas globais de exportação da América do Sul, que registrou colheitas abundantes e oferece preços mais competitivos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A China importou 2,18 milhões de toneladas métricas de soja dos EUA em março, de acordo com a Administração Geral de Alfândega.

Suas importações do Brasil aumentaram 81%, para 3,02 milhões de toneladas, mais da metade do total importado durante o mês.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O total de importações em março caiu para uma mínima em quatro anos de 5,54 milhões de toneladas, de acordo com dados da alfândega, uma vez que os preços altos e as margens ruins dos suínos desencorajaram as compras para ração.

O Ministério da Agricultura da China disse na sexta-feira que sua crescente preferência pelos suprimentos brasileiros dependia dos preços de mercado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Os compradores de soja da China incluem tanto empresas financiadas pela China quanto muitas empresas financiadas por estrangeiros. A origem das compras das empresas é totalmente independente", disse Chen Bangxun, diretor de planejamento de desenvolvimento do ministério, em uma coletiva de imprensa.

"A China é o maior importador de soja do mundo e mantém boas relações comerciais com todos os países exportadores de soja", disse ele.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No período de janeiro a março, os embarques chineses de soja dos EUA caíram 50% em relação ao mesmo período do ano anterior, para 7,14 milhões de toneladas.

Os embarques totais do Brasil foram de 9,99 milhões de toneladas, um aumento de 155% em relação ao mesmo período do ano anterior.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Isso eleva a participação total do Brasil no mercado durante o primeiro trimestre para 54%, em comparação com os 38% dos EUA, de acordo com cálculos da Reuters.

O Brasil é o maior exportador de soja do mundo, seguido pelos Estados Unidos, e sua participação na China, que compra mais de 60% da soja embarcada em todo o mundo, tem se expandido no último ano.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

MILHO

As importações de milho do Brasil pela China aumentaram 72%, para 1,18 milhão de toneladas no mês passado, quase todas as remessas totais de 1,71 milhão de toneladas em março.

Os embarques dos EUA caíram 78%, para 109.685 toneladas.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO