HOME > Agro

Justiça de Porto Alegre decide suspender leilão de arroz

O certame previa a importação de 300 mil toneladas do produto principalmente por causa dos impactos das enchentes no Rio Grande do Sul

Brasil vai importar arroz para segurar preço (Foto: Marcello Casal Jr/Ag. Brasil )

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A 4ª Vara Federal de Porto Alegre decidiu na noite desta quarta-feira (5) suspender o leilão para compra de arroz que aconteceria nesta quinta-feira (6). O certame previa a importação de 300 mil toneladas do produto. De acordo com o Judiciário, o leilão é “prematuro” porque existe a ausência de comprovação de que o mercado de arroz nacional, composto pela produção nacional e pelas importações no mercado privado, sofrerá o impacto negativo esperado pelo Governo Federal em razão das enchentes que aconteceram no Rio Grande do Sul, sobretudo quando os próprios entes estatais locais dizem o contrário”.

De acordo com autoridades gaúchas, moradores de 476 das 497 cidades no estado tiveram problemas por causa das enchentes, impactando mais de 2,3 milhões de pessoas. Mais de 572 mil pessoas ficaram desalojadas (morando com parentes ou amigos) e outras 30 mil estão em abrigos. As estatísticas apontaram que 77 mil pessoas e 12 mil animais foram resgatados, respectivamente. Foram registradas 172 mortes desde o dia 29 de abril.

Os deputados Marcel Van Hatten (Novo), Lucas Resecker (PSDB) e Felipe Camozzatto (Novo) promoveram a ação. Os parlamentares afirmaram que o leilão provocaria riscos ao mercado do arroz nacional.


rio-grande-do-sul-enchente
Ruas alagadas em Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul. Foto: Divulgação (Susepe)

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados