CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

"É um problema de todos", diz Lewandowski sobre a 'economia ilegal'

Levantamento mostra que o Brasil registrou em 2022 um prejuízo total de R$ 453,5 bilhões com o mercado ilegal, que envolve contrabando, pirataria, fraude fiscal, entre outros

Ricardo Lewandowski (Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, enfatizou nesta quinta-feira (18) a urgência de combater o mercado ilegal no Brasil, destacando a necessidade de uma abordagem abrangente que inclua não apenas medidas de força policial, mas também estratégias de inteligência e cooperação entre os governos federal, estaduais e o setor produtivo. Durante um evento na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, Lewandowski ressaltou: "Não é um problema só do Estado, é um problema de todos. Espero que o enfrentemos de mãos dadas".

O secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, também presente no evento, destacou o papel crucial da inteligência na luta contra a ilegalidade, segundo o g1. Ele salientou os avanços recentes, incluindo o uso de inteligência artificial na análise de dados e imagens. Barreirinhas reiterou a importância da aprovação do projeto do devedor contumaz, atualmente em tramitação no Congresso Nacional, como uma medida eficaz no combate às práticas ilegais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Um levantamento divulgado nesta semana por entidades do setor da indústria revelou que o Brasil sofreu um prejuízo total de R$ 453,5 bilhões em 2022 devido ao mercado ilegal. Esse montante engloba perdas relacionadas a contrabando, pirataria, roubo, fraude fiscal, sonegação de impostos e furto de serviços públicos. De acordo com o estudo, o Brasil ocupa a alarmante posição de número 171 em um ranking global que avalia o mercado de produtos falsificados em 193 países. 

O presidente da CNI, Antonio Ricardo Alvarez Alban, alertou para os graves impactos do mercado ilegal na economia, incluindo a perda de arrecadação federal e o desestímulo ao crescimento das empresas que atuam dentro da legalidade. Alban destacou a importância de um esforço conjunto para promover o equilíbrio fiscal e impulsionar o desenvolvimento econômico.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo o levantamento das entidades do setor da indústria, os principais impactos do mercado ilegal incluem a afetação direta de pelo menos 15 setores da economia, a perda de aproximadamente 370 mil postos de trabalho e a não arrecadação de R$ 136 bilhões em impostos. Além disso, estima-se que R$ 6,3 bilhões deixaram de ser arrecadados devido a conexões clandestinas de energia, e R$ 14 bilhões com ligações clandestinas de água.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO